São rosas Hermínio... são rosas...!

Também eu não resisti neste regresso de férias a sacar este comentário a um post do "quem não tem cão" e publicá-lo aqui.

"Raramente faço comentários neste blog se bem que muitas vezes com vontade de o fazer, não ganho coragem para tal. Pois tenho uma grande dificuldade de me exprimir, sei que escrevo mal.
Quanto ao BAIRRO SOLIDÃO só consigo dizer saudades, saudades …

Mas este fim-de-semana aconteceu algo na minha vida que não podia deixar de partilhar, foi o culminar de uma série de emoções que começaram no final do último espectáculo ROSA ESPERANÇA, que foi em Alcobaça. No final do espectáculo foram oferecidas rosas a todos os participantes neste, quando recebi a minha a primeira coisa que olhei não foram o aspectos da rosa, como a cor, e o formato, mas sim as borbulhas, e fiquei contente pois tinha três borbulha e pelo menos uma delas tinha probabilidades rasuráveis de ser enxertada e pegar. Para quem não sabe, em enxertia as borbulhas são as pequenas saliências que estão no caule junto a algumas folhas, onde a partir dai podem nascer novos ramos. Peguei na rosa e coloquei-a logo em água, no copo de champanhe que previamente tinha usado na peça.

No dia seguinte à tarde foi a hora da verdade ia tirar enxertia daquela rosa. Depois de verificar as roseiras disponíveis para serem enxertadas escolhi a que achava melhor, que por sinal era da minha irmã. No momento de proceder à enxertia senti uma energia muito grande que se apoderou dos meus movimentos. Pois aquele acto significava o prolongar daquele último espectáculo, que foi o primeiro fora de Rio Maior e tinha sido um sucesso. Para mim foi de um grande significado, pois este grupo significa muito para mim. Cresci muito desde que o conheci.

Foram os enxertos mais difíceis que já alguma vês tirei, pois a rosa já tinha sido colhida à muito tempo e estava muito desidratada. Mas com a energia que senti, tudo correu bem. Coloquei 4 enxertos, os únicos que estavam disponíveis, se tivesse opção de escolha não escolhia estes pois só um é que me inspirava alguma confiança. Depois foi a espera, e o cuidar da roseira todas as semanas, era a primeira coisa que ia fazer quando chegava de fim-de-semana. Para meu espanto todos os enxertos pegaram, coisa que não tinha acontecido nas outras duas roseiras que tinha enxertado.

No fim-de-semana passado foi o culminar de emoções quando cheguei e vi duas rosas linhas, eram as mais bonitas do mundo, era como que se o último espectáculo se tivesse prologado e tivesse ali o seu auge. Aquelas rosas tinham um valor para mim que não as trocava por outras de ouro. Uma rosa dei-a a uma pessoa muito especial a outra ficou na roseira para ali envelhecer. Aquelas foram as primeiras rosas, não há rosas como as primeiras.

Espero bem que aquela roseira continue a dar destas rosas, por muitos e muitos anos, pois enquanto ela viver, para mim viverá também ali o ROSA ESPERAÇA e o QUEM NÃO TEM CÃO.

Para mim estes são os verdadeiros momentos da vida."

Hermínio Gonçalves in http://www.equemnaotemcao.blogspot.com/

Nouvelle Vague

... e de repente uma nova paixão nascida no Porto. Nouvelle Vague grande concerto, grande banda, grande loira :). Oiçam, comprem, saquem, ou melhor ainda, procurem o dvd!